Região Sul/ES,


Busca

Por Basílio Machado

Eleição 2020 Marataízes: façam suas apostas!

05.08.2020

Eleição em Marataízes é como um ovo Fabergé, aquele russo, que revela surpresas valiosíssimas.  Historicamente, já vimos candidato largar na frente e chegar na rabeira, assim como candidato cantar vitória de véspera, degustando uma suculenta picanha, ver seu sonho sucumbir no dia do juízo final. Enfim, apostar em candidato por lá é coisa de doido, pra quem gosta de fortes emoções, porque nem sempre tem café no bule do favorito.

A julgar pelo último pleito, Toninho Bittencourt (Podemos) estaria eleito. Somando os 7.080 votos que obteve em 2016 (33% dos votos válidos) com os 6.250 do Marco Vivácqua (PTB) seria macuco no embornal. Juntos, em tese, estariam com quase 65% da preferência. Mas eis que surge uma candidata, com muita linha na agulha, deputada federal e prefeita por duas vezes, para ameaçar essa aliança.

Norma Ayub (DEM) é o elemento surpresa em 2020, a caixinha de música com a bailarina que pode destronar Tininho (PDT) e fazer ruir a aliança Toninho-Marco, já baqueada com o expurgo do vereador Loro (PP) da chapa majoritária. Os adversários de Norma sabem disso e esboçam uma campanha de desconstrução da demista. Acusam-na de forasteira, de não ter luz própria, de omissão, enfim, só falta falar que ser mulher inteligente e bonita é defeito. Epa!! Fico imaginando a quantidade de preconceito que tem sofrido para levar adiante a candidatura, que segue firme.

O contraponto de Norma à aliança de Toninho veio com a aproximação ao ex-prefeito Doutor Jander (sem partido). Bom de voto, Jander não tem feito cerimônia em levantar a bandeira de Norma, que carrega a grife ferracista na bolsa e a defesa do presidente Jair Bolsonaro em seu portfólio. Vem ainda com uma votação surpreendente no pleito de 2018, quando levou a maioria dos votos maratimbas na disputa pela vaga na Câmara Federal. Não é pouca coisa.

Correndo por fora está o atual prefeito do município. Na verdade, chefiando o Executivo Municipal, Tininho deveria estar correndo por dentro. Mas, as agruras com a Justiça e a pandemia têm feito sua candidatura patinar. Nas sondagens preliminares que os candidatos guardam na gaveta, Tininho aparece mal na fita. Sua aposta é de que Marataízes costuma dar uma segunda chance aos seus mandatários. Pelo menos foi assim com Ananias e Jander. E quase foi com Toninho. Resta saber se esse voto de confiança já não lhe foi dado em 2016, após ocupar quase todo o mandato de Jander. Volto ao tema.

Está aberta a temporada de apostas. Façam as suas.

Vídeos
-->