Região Sul/ES,


Busca

POLÍTICA • Brasil

Novo ministro responde a cinco processos criminais

O histórico judicial do parlamentar tem paralelo com o perfil que Bolsonaro prometia expurgar ao ser eleito, em 2018, sob a promessa de acabar com a velha política e de romper com fiadores do PT.

Por Redação | 27.07.2021

Novo ministro responde a cinco processos criminais

Terceira aposta do presidente Jair Bolsonaro para a Casa Civil, o senador Ciro Nogueira (Progressistas-PI) figura como alvo de duas denúncias criminais e três inquéritos que apuram suspeitas de suborno e distribuição de propinas. O histórico judicial do parlamentar tem paralelo com o perfil que Bolsonaro prometia expurgar ao ser eleito, em 2018, sob a promessa de acabar com a velha política e de romper com fiadores do PT. Nogueira é o presidente do partido que se sagrou como o mais implicado na Operação Lava Jato e ascendeu política e financeiramente durante os governos de Lula e Dilma Rousseff.

Desde que o presidente aprofundou sua ligação com o Centrão para se livrar de pedidos de impeachment e ter governabilidade, o passado de Nogueira foi considerado um mero detalhe pelo Palácio do Planalto. Com a fluidez política que lhe é característica, Nogueira foi de lulista a integrante do primeiro escalão de Bolsonaro e hoje vai se encontrar com ele, para acertar detalhes da posse.

Para evitar a completa contradição, o presidente desconversa dizendo que poderá abandonar Nogueira em caso de condenação. "Se (Ciro) for julgado e condenado, afasto do meu governo", disse Bolsonaro, ontem.

Na esfera criminal há duas denúncias apresentadas pelo Ministério Público Federal (MPF) contra o senador, em casos ligados à Lava Jato, ainda pendentes de julgamento. A acusação mais recente é de 10 de fevereiro do ano passado. Nogueira teria recebido R$ 7,3 milhões da Odebrecht para patrocinar interesses políticos da empreiteira, o que a defesa nega. A peça é assinada pela subprocuradora-geral da República Lindôra Araújo. Designada pelo Procurador-geral Augusto Aras para conduzir os casos da Lava Jato, Lindôra é considerada próxima do bolsonarismo.

Segundo o MPF, Nogueira chefiava uma organização criminosa instalada no Progressistas. No segundo semestre de 2014, por exemplo, teria pedido R$ 1,3 milhão à Odebrecht. O pagamento foi feito em duas parcelas e registrado no sistema de contabilidade paralelo da empresa sob o codinome de Ciro, que era Cerrado.

A outra denúncia é de junho de 2018, assinada pela então PGR Raquel Dodge. Neste caso, Ciro Nogueira é acusado, junto com outros membros do partido, de tentar subornar uma testemunha para que ela alterasse o depoimento prestado à Polícia Federal no caso conhecido como "quadrilhão do PP". A testemunha, um ex-motorista, teria "observado a prática de diversos crimes" por parte do senador, segundo o MPF.

Esta denúncia está sendo analisada pela Segunda Turma do STF. São dois votos para tornar Ciro Nogueira réu, dos ministros Edson Fachin e Cármen Lúcia. O julgamento está suspenso desde 2018, quando o ministro Gilmar Mendes pediu vista. O ministro devolveu o processo, mas não há data para que o julgamento seja retomado

Além destas denúncias, a Lava Jato também resultou em três inquéritos contra Nogueira no STF, ainda sem denúncia apresentada. O mais antigo diz respeito a suspeitas de propina que teriam sido pagas a ele pelo Grupo J&F, detentor do frigorífico JBS, em 2014 e em 2016. As outras duas investigações são sigilosas e foram reveladas neste domingo pelo jornal O Globo. Uma delas diz respeito a suposto pagamento de propina de R$ 1 milhão da empreiteira OAS, em troca de apoio a uma medida provisória no Senado; a outra versa sobre a possível uma influência na Caixa para liberar um financiamento à construtora Engevix. O senador nega todas as acusações.

Patrimônio

Desde que foi eleito pela primeira vez para a Câmara, em 1994, ele nunca deixou de ter cargos eletivos em Brasília. O período também marcou o seu crescimento patrimonial. Ao fim do primeiro mandato como deputado, em 1998, Nogueira acumulava R$ 746,9 mil em bens. Em valores correntes, o montante representa um patrimônio de R$ 2,9 milhões. Segundo dados registrados no TSE, eram dois automóveis, metade de um apartamento, uma casa em construção, um terreno e parte de uma empresa.

Na disputa de 2018, quando foi reeleito para o Senado, Nogueira declarou à Justiça Eleitoral ter R$ 23,3 milhões em bens. A quantia corresponde a R$ 26,4 milhões em valores atuais. A maior fatia (R$ 18 milhões) vem da sua participação na CN Motors, concessionária de motocicletas com filiais no Piauí e no Maranhão. Além de senador, Nogueira e familiares atuam no ramo automotivo e imobiliário. Em Teresina, são conhecidos por serem proprietários de diversos imóveis. Em nota, a assessoria do senador destacou que o patrimônio dele é "rigorosamente auditado pelo TCU" e, além de o senador possuir empresas, herdou bens do pai, "todos devidamente declarados". As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Morre o ator Luis Gustavo, aos 87 anos
Cultura

Morre o ator Luis Gustavo, aos 87 anos

SpaceX divulga primeiras fotos dos tripulantes civis no espaço
TECNOLOGIA

SpaceX divulga primeiras fotos dos tripulantes civis no espaço

Alemanha libera de quarentena turista do Brasil vacinado com Coronavac
VACINAS

Alemanha libera de quarentena turista do Brasil vacinado com Coronavac

Mulher morre após ser arrastada por metrô por causa de coleira de cão
Escolha uma categoria

Mulher morre após ser arrastada por metrô por causa de coleira de cão

Vacinas são a melhor maneira de proteger crianças e adolescentes, diz Mandetta
PANDEMIA

Vacinas são a melhor maneira de proteger crianças e adolescentes, diz Mandetta

Queiroga diz que partiu de Bolsonaro orientação para rever vacina de adolescentes
VACINAÇÃO

Queiroga diz que partiu de Bolsonaro orientação para rever vacina de adolescentes

Lula teria 56% no 2º turno contra 31% de Bolsonaro, mostra pesquisa Datafolha
POLÍTICA

Lula teria 56% no 2º turno contra 31% de Bolsonaro, mostra pesquisa Datafolha

Samarco participa com dois novos desafios da terceira edição do Findeslab
Escolha uma categoria

Samarco participa com dois novos desafios da terceira edição do Findeslab

Eco 101 promove ações na Semana Nacional de Trânsito
Trânsito

Eco 101 promove ações na Semana Nacional de Trânsito

Na reta final, paisagismo será a nova etapa das obras no balneário de Castelhanos
Cidade

Na reta final, paisagismo será a nova etapa das obras no balneário de Castelhanos

Governador apresenta Plano de Investimentos a prefeitos e lideranças da região Litoral Sul
POLÍTICA

Governador apresenta Plano de Investimentos a prefeitos e lideranças da região Litoral Sul

Itapemirim promove grande mutirão no Dia Mundial da Limpeza
Meio Ambiente

Itapemirim promove grande mutirão no Dia Mundial da Limpeza

PM participa de reunião da Repas em Guarapari
POLÍCIA

PM participa de reunião da Repas em Guarapari

Secretaria Municipal de Agricultura realiza reparos em estradas no interior de Marataízes
ESTRADAS

Secretaria Municipal de Agricultura realiza reparos em estradas no interior de Marataízes

Em jogo protocolar, Flamengo despacha Grêmio e avança na Copa do Brasil
COPA DO BRASIL

Em jogo protocolar, Flamengo despacha Grêmio e avança na Copa do Brasil

Projeto Construir, da Prefeitura de Marataízes e faculdade Pitágoras, realizam ação
Parcerias

Projeto Construir, da Prefeitura de Marataízes e faculdade Pitágoras, realizam ação

PIB capixaba acumula crescimento de +7,9% no ano e supera desempenho nacional
Economia

PIB capixaba acumula crescimento de +7,9% no ano e supera desempenho nacional

Rua no bairro Jardim Itapemirim, em Cachoeiro, recebe asfaltamento na sexta-feira (17)
Infraestrutura

Rua no bairro Jardim Itapemirim, em Cachoeiro, recebe asfaltamento na sexta-feira (17)

Governo do Estado lança portal que reúne informações de todos serviços públicos ofertados à população
TECNOLOGIA

Governo do Estado lança portal que reúne informações de todos serviços públicos ofertados à população

Canabidiol será testado contra efeitos pós-covid-19
PANDEMIA

Canabidiol será testado contra efeitos pós-covid-19

Vídeos
-->