Menu

Home Mundo Comportamento

Japão executa últimas 6 pessoas culpadas por atentado com gás sarin

Todos os membros da seita Aum Shinrikyo, responsável por ataque que matou 13 no metrô de Tóquio em 1995, foram executado

Por Redação | 26.07.2018

 

O Japão executou os últimos seis integrantes do culto religioso responsável pelo ataque com gás sarin no metrô de Tóquio em 1995, que deixou 13 mortos e mais de 6 mil pessoas intoxicadas, de acordo com agências internacionais.

A ministra da Justiça,  Yoko Kamikawa, se pronunciou sobre as execuções em entrevista coletiva nesta quinta-feira (26).

O líder da seita Aum Shinrikyo ("Verdade Suprema", em japonês), Shoko Asahara, foi o primeiro dos 13 condenados à morte a serem executados, em 5 de julho.

Segundo as agências, os outros 190 membros da seita foram condenados a penas de prisão pelo atentado, o pior já ocorrido no Japão.

 

 

Comentários Facebook


Confira nossa última Edição
e fique informado!

 

Edição 271

Junho / 2018

  Todas as Edições

Leia na Edição Impressa


40ª Corrida de São Pedro contou com mais de mil participantes P. 08
Polícia Federal investiga tramas políticas em Itapemirim P. 4
Falso professor é desmascarado em Marataízes P. 7
Agência do Bandes Fundesul Presidente Kennedy já tem data para inaugurar P. 5

Atendimento

  (28) 99916-0361

  ojornal@ojornalonline.com.br

 

Rua Helena Valadão, 59
Cidade Nova
Marataizes - ES
CEP: 29.300-000

O Jornal Online

 

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação sem autorização.

 

© 2017 O Jornal Online. Todos os direitos reservados.