Menu

Home Marataízes Polí­cia

Vendedor de abacaxi de Marataízes é assassinado em Minas Gerais

Rixa e ameaças podem ter sido o motivo do crime. Polícia continua investigação

Por Helio Barboza | 15.11.2018

 

A Polícia informou que a vítima também tinha passagens por envolvimento com drogas e homicídio

 

O vendedor de abacaxi, Raphael da Costa Rezende, 21 anos, natural de Marataízes, foi executado por volta 20h30 deste dia 14, dentro de um estabelecimento comercial às margens da BR 262, no Bairro Ponte da Aldeia, na cidade mineira de Manhuaçu.

Equipes de Emergência foram até o local, mas já encontraram Raphael sem vida

 

De acordo com o site manhuacu.com, um homem vestido de terno e gravata e com uma camisa cobrindo o rosto, desceu de um veículo corsa branco entrando no local com uma arma na mão e fazendo vários disparos a queima-roupa, oito ao total, contra o rosto de Raphael, que surpreendido, não teve nenhuma chance de defesa. As imagens das câmeras de segurança da lanchonete mostraram que a ação do crime teve a duração de exatos cinco segundos.

 

No carro estava o comparsa, já com o motor ligado, que deu fuga ao executor.

 

A Polícia Militar foi acionada e conseguiu capturar os suspeitos do crime na cidade de Martins Soares, também em Minas Gerais.

 

O motorista foi identificado como Oziel Marvila, de 47 anos. O homem que fez os disparos que mataram Raphael foi identificado como Marcelo do Amaral, de 36 anos. Ambos também são do Espírito Santo e a motivação do crime estaria relacionada a desavenças anteriores entre os envolvidos.

 

Versão

De acordo com informações que constam no Boletim de Ocorrência da Polícia Militar, Raphael da Costa Rezende, de 21 anos, era produtor de abacaxi no município de Marataízes. Segundo uma testemunha, a vítima estava há cerca de oito dias em Manhuaçu vendendo as frutas.

 

Um dos acusados, Oziel Marvila Casimiro, informou à polícia que no último dia 2 deste novembro, ele se envolveu em uma confusão no município de Itapemirim, no sul do Estado, que teria resultado no assassinato de um amigo de Raphael. Segundo o suspeito, a partir de então, Raphael e outros amigos estariam ameaçando a família de Oziel, dizendo que pagariam com a vida.

 

Ainda em depoimento à polícia, Oziel disse que foi até o município de Vitória e comprou a arma utilizada no crime pelo valor de R$ 6,5 mil, além de 14 munições no valor de R$ 12. Segundo o suspeito dos disparos, Marcelo do Amaral do Nascimento, de 36 anos, ele cometeu o crime para ajudar o amigo Oziel e não recebeu nenhuma quantia em dinheiro pela ação.

 

Oziel contou que, por volta das 16h, Marcelo esteve com Raphael comprando abacaxis. A partir de então, o suspeito da execução começou a monitorar a vítima e esperar o momento certo para cometer o crime, que aconteceu por volta das 21h.

 

A PM informou que, em contato com a Polícia Militar do Espírito Santo (PMES), descobriu que Marcelo possui várias passagens por roubo e outros crimes violentos, e que Raphael também tinha passagens por homicídio e tráfico de drogas.

 

 

Comentários Facebook


Confira nossa última Edição
e fique informado!

 

Edição 271

Junho / 2018

  Todas as Edições

Leia na Edição Impressa


40ª Corrida de São Pedro contou com mais de mil participantes P. 08
Polícia Federal investiga tramas políticas em Itapemirim P. 4
Falso professor é desmascarado em Marataízes P. 7
Agência do Bandes Fundesul Presidente Kennedy já tem data para inaugurar P. 5

Atendimento

  (28) 99916-0361

  ojornal@ojornalonline.com.br

 

Rua Helena Valadão, 59
Cidade Nova
Marataizes - ES
CEP: 29.300-000

O Jornal Online

 

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação sem autorização.

 

© 2017 O Jornal Online. Todos os direitos reservados.