Menu

Home Marataízes Política

Câmara de Marataízes pode abrir CPI do SAAE

Vereador Andrezinho, que preside a Comissão de Saneamento e Saúde, considerou o aumento abusivo e sem autorização da Câmara Municipal

Por Helio Barboza | 07.11.2019

 

Motivado pelo aumento nas contas de água repassados aos consumidores de Marataízes, considerado abusivo e que gerou protestos da população e comerciantes da cidade, o vereador André Luiz da Silva protocolou na Câmara Municipal um pedido para abertura de CPI contra a direção do Saae, empresa responsável pelo abastecimento e tratamento de esgoto.   

 

O vereador, que preside a Comissão de Saneamento Básico e Saúde, tomou como base de seu pedido a denúncia do presidente do CDL, Cidauro Bourguinhon, contra a majoração da tarifa de água e esgoto em Marataízes, sem a devida autorização da Câmara.

 

Andrezinho ainda pede que seja cancelado o aumento das tarifas em Marataízes e a convocação do diretor geral do Saae, para prestar esclarecimento sobre o referido aumento praticado e que ele apresente uma certidão expedida pelo município que autorizasse a majoração de forma unilateral.

 

De acordo com o presidente da Câmara de Vereadores, Erimar Lesqueves, a abertura da CPI ainda depende de aprovação em plenário, o que deve ocorrer na próxima sessão.

 

A Câmara também deverá votar, nos próximos dias, o convênio com o SAAE com o município de Marataízes.

 

 

Comentários Facebook


Confira nossa última Edição
e fique informado!

 

Edição 271

Junho / 2018

  Todas as Edições

Leia na Edição Impressa


40ª Corrida de São Pedro contou com mais de mil participantes P. 08
Polícia Federal investiga tramas políticas em Itapemirim P. 4
Falso professor é desmascarado em Marataízes P. 7
Agência do Bandes Fundesul Presidente Kennedy já tem data para inaugurar P. 5

Atendimento

  (28) 99916-0361

  ojornal@ojornalonline.com.br

 

Rua Helena Valadão, 59
Cidade Nova
Marataizes - ES
CEP: 29.300-000

O Jornal Online

 

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação sem autorização.

 

© 2017 O Jornal Online. Todos os direitos reservados.