Menu

Home Cachoeiro de Itapemirim Cidade

Assistência social de Cachoeiro faz balanço positivo de 2019

Os números mostram a ampliação de serviços oferecidos e inovação com o programa de apadrinhamento afetivo

Por Redação | 30.12.2019

 

Em 2019, Cachoeiro teve avanços importantes na área de assistência social, com destaque para o atendimento a pessoas em situação de rua, o reforço da rede de Cras, a oferta de orientação profissional, melhorias no acolhimento institucional de crianças e adolescentes e a nova proposta de apadrinhamento afetivo.

Espaço Vida: amparo a quem vive nas ruas

Em outubro, foi inaugurado o Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua (Centro Pop) “Espaço Vida”, um ponto de apoio, no bairro Independência, para pessoas que vivem em espaços públicos por pobreza extrema, vínculos familiares fragilizados ou rompidos e por não terem moradia convencional regular. No local, elas têm acesso a alimentação, oficinas, atendimento socioassistencial e estrutura para auto-higiene.

O novo equipamento passou a ofertar o Serviço Especializado para Pessoas em Situação de Rua e o Serviço de Abordagem Social, antes ofertados no Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas). Por meio desses serviços, em todo o ano, foram feitos 889 atendimentos, 106 abordagens nas ruas e concedidas 95 passagens de ônibus para pessoas que desejavam voltar para suas cidades de origem.

Novo Aprisco Rei Davi

A sede oficial do Serviço de Acolhimento Institucional “Aprisco Rei Davi”, localizada no bairro Coronel Borges, foi reinaugurada em agosto, após ampla reforma.

As intervenções incluíram instalação de rampas e de banheiros adaptados; cobertura na área externa; quadra esportiva; auditório; biblioteca e brinquedoteca; além de salas de enfermagem, de assistência social, de TV, de informática e de atendimento psicológico e pedagógico. Também foram contempladas as áreas de cozinha, refeitório, lavanderia e as principais salas, agora, têm ar-condicionado.

Atualmente, são assistidas no local 17 crianças e adolescentes sob medida de proteção por determinação judicial, em decorrência de violação de direitos e em risco pessoal ou social.

Novidade: Apadrinhamento afetivo

Também com foco nas crianças e adolescentes atendidos em instituições de acolhimento, a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (Semdes), implantou, neste ano, o projeto de Apadrinhamento “Construindo laços de afeto e cuidado”, iniciativa inédita no município.

O objetivo é que pessoas, famílias e empresas possam contribuir para o desenvolvimento dos acolhidos, seja a partir de convívio e experiências familiares, gerando vínculos afetivos seguros e duradouros, ou com apoio material, por meio do estímulo aos estudos, por exemplo. Os interessados podem fazer inscrição na sede da Semdes, na Ilha da Luz.

Reforço da rede de Cras

A rede de Centros de Referência de Assistência Social (Cras) do município foi ampliada com a abertura de uma unidade na estrutura da Estação Cidadania – Cultura “Sérgio Sampaio”, no bairro Rui Pinto Bandeira. Ela passou a ser referência para famílias de 16 bairros, distritos e localidades que precisem de serviços e benefícios socioassistenciais.

Também com foco no fortalecimento da rede, a Prefeitura está reformando a unidade do bairro Alto União e constrói a unidade do distrito de Itaoca.

Ao longo do ano, mais de 23 mil atendimentos foram realizados nos Cras do município (Alto União, Jardim Itapemirim, Village da Luz, Zumbi e Burarama).

Orientação profissional para mais de 700 pessoas

Por meio do Programa Acessuas Trabalho, 772 pessoas foram certificadas este ano nos ciclos de oficinas gratuitas de orientação profissional, realizadas em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac). As atividades visam promover ações de articulação e encaminhamento ao mercado de trabalho, para pessoas em situação de vulnerabilidade social atendidas pelos Cras, Creas, Centro de Referência da Juventude (CRJ) e outros equipamentos da Política de Assistência Social.

Segurança alimentar: 263 toneladas de alimentos distribuídas

Em 2019, o Banco de Alimentos de Cachoeiro movimentou 263 mil quilos de alimentos, que foram utilizados para atendimento mensal a 23 entidades socioassistenciais e produção de 4.369 cestas verdes entregues às famílias referenciadas pelos Cras e Creas do município.

Do total de alimentos, 51% é fruto de investimento via Programa de Aquisição de Alimentos da Agricultura Familiar (PAA) e Compra Direta de Alimentos (CDA), e outros 49%, de doações.

A secretária de Desenvolvimento Social de Cachoeiro, Maria Aparecida Stulzer, avalia que os resultados de 2019 são muito satisfatórios. “Avançamos em várias frentes, para melhorar a assistência e garantir direitos aos públicos mais vulneráveis da nossa sociedade. Nosso objetivo é sempre fazer mais e melhor para os que mais precisam dos nossos serviços”, salientou.

O prefeito Victor Coelho ressalta que, além das múltiplas ações desenvolvidas, a Prefeitura também buscou fortalecer o apoio às instituições socioassistenciais do município. “Repassamos R$ 2,2 milhões para ajudar 13 organizações que se dedicam ao atendimento de pessoas com deficiência, idosos e crianças em situação de vulnerabilidade, dentre outros públicos. São atividades que contribuem muito para o desenvolvimento social da cidade”, frisa.

 

 

Comentários Facebook


Confira nossa última Edição
e fique informado!

 

Edição 271

Junho / 2018

  Todas as Edições

Leia na Edição Impressa


40ª Corrida de São Pedro contou com mais de mil participantes P. 08
Polícia Federal investiga tramas políticas em Itapemirim P. 4
Falso professor é desmascarado em Marataízes P. 7
Agência do Bandes Fundesul Presidente Kennedy já tem data para inaugurar P. 5

Atendimento

  (28) 99916-0361

  ojornal@ojornalonline.com.br

 

Rua Helena Valadão, 59
Cidade Nova
Marataizes - ES
CEP: 29.300-000

O Jornal Online

 

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação sem autorização.

 

© 2017 O Jornal Online. Todos os direitos reservados.