Menu

Home Itapemirim Política

Sandro Locutor pede que TJ, TCE e MP investigue administração interina de Itapemirim

Por Helio Barboza | 01.03.2018

 

Sandro Locutor não poupou críticas contra a administração de Thiago Peçanha, em Itapemirim

 

O deputado estadual, Sandro Locutor, usou a tribuna da Assembleia Legislativa na tarde desta quarta-feira, 28/02, para mais uma vez denunciar a administração do prefeito interino de Itapemirim, Thiago Peçanha.

 

De acordo com o deputado, enquanto escolas estão sucateadas pelo município, estradas intransitáveis e saúde pedindo socorro, a farra com o dinheiro público continua desenfreada. O deputado citou os gastos de mais de R$ 3,5 milhões em shows durante a temporada de verão, assim como também criticou o nepotismo disfarçado com a criação de um cargo para a irmã do prefeito, que recentemente deixou a titularidade da Secretaria de Educação do município, mas ainda assim, no novo cargo, ganha mais de R$ 5 mil reais por mês. Ele lembrou, como exemplo da farra com o dinheiro público, que a Chevron (empresa exploradora de petróleo) colocou cerca de R$ 18 milhões nos cofres da prefeitura e este dinheiro acabou em menos de três meses – “Como foi gasto isto? Com o que foi gasto?”, questionou Locutor.

 

O deputado fez um apelo ao Tribunal de Justiça do Estado, Ministério Público e Tribunal de Contas voltem os olhos para a administração do interino – “Não é possível que tudo o que todos estão assistindo, a dilapidação dos cofres públicos, passe despercebido pelos olhos destes órgãos fiscalizadores”, disse de forma enfática.

 

 

Comentários Facebook


Confira nossa última Edição
e fique informado!

 

Edição 269

Abril / 2018

  Todas as Edições

Leia na Edição Impressa


Atendimento

  (28) 99916-0361

  ojornal@ojornalonline.com.br

 

Rua Helena Valadão, 59
Cidade Nova
Marataizes - ES
CEP: 29.300-000

O Jornal Online

 

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação sem autorização.

 

© 2017 O Jornal Online. Todos os direitos reservados.