Menu

Home Anchieta Administração

Prefeito assina pacto para implantar 10 medidas contra a burocracia

Documento irá somar às medidas já adotadas pela prefeitura com o Programa Anchieta Criativa e Empreendedora.

Por Redação | 03.05.2018

 

 

O prefeito de Anchieta, Fabrício Petri, assinou na última quarta-feira (02), um termo de adesão junto à Federação das Indústrias do Estado do Espírito Santo (Findes), que tem como objetivo estabelecer uma parceria técnico-jurídica a fim de auxiliar na implantação de 10 medidas contra a burocracia, em especial para simplificar o licenciamento ambiental.

A iniciativa, segundo informações da Findes, almeja melhorar o ambiente de negócios, atrair novos investimentos, gerar mais oportunidades e renda, além de incrementar a arrecadação municipal, por meio da atualização e otimização dos procedimentos do licenciamento ambiental.

Estiveram presentes no ato de assinatura do termo, o vice-presidente institucional adjunto da Findes Litoral Sul, Mauro Lúcio Peçanha Almeida; o presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil de Guarapari (Sindicig), Fernando Otávio Campos da Silva, além dos Secretários Municipais Marcos Kneip (Integração e Desenvolvimento), Dirceu Porto (Fazenda), Jéssica Martins (Meio Ambiente) e o Gerente de Segurança Pública e Social, Leonardo Abrantes.

Para o prefeito, a iniciativa vem ao encontro às ações que a prefeitura já vem realizando com o Projeto Anchieta Mais Fácil, do Programa de governo Anchieta Criativa e Empreendedora, lançado no final do ano passado, que tem como meta a desburocratização da administração pública. “Algumas das medidas propostas nós já revisamos e aplicamos em nossos procedimentos. A parceria com a Findes sempre soma e agrega valor. Queremos fomentar o empreendedorismo e reduzir a burocracia, incentivando novos investimentos no município”, justificou.

 

As dez medidas firmadas no protocolo com a Findes são:

1)         Atualização dos Código Municipais de Meio Ambiente (já realizado).

2)         Revisar o PDM quanto às exigências ambientais (já realizado).

3)         Criar um único processo com fluxo contínuo entre a SEMMA e SEDUR para análise e aprovação de projetos com prazos definidos (já realizado).

4)         Revisar a exigência de Planos de Controle Ambiental e padronizar as condicionantes de cada atividade (em análise).

5)         Estabelecer licenças de operação com prazos maiores (em análise).

6)         Estabelecer nos instrumentos legais a Licença Ambiental Simplificada (LAS), Licença Prévia (LP), Licença de Instalação e Operação (LIO) (em análise).

7)         Redimensionar valores das taxas para não haver perda de receita (em análise).

8)         Capacitar Técnicos do licenciamento com o geoprocessamento e programa, tipo Q GIS (já realizado).

9)         Aceitar como capítulo ambiental do EIV o Estudo Ambiental para licenciamento (em análise).

10)       Atualizar atividades de dispensa de licenciamento e emiti-la on line (em curso).

 

 

Comentários Facebook


Confira nossa última Edição
e fique informado!

 

Edição 269

Abril / 2018

  Todas as Edições

Leia na Edição Impressa


Atendimento

  (28) 99916-0361

  ojornal@ojornalonline.com.br

 

Rua Helena Valadão, 59
Cidade Nova
Marataizes - ES
CEP: 29.300-000

O Jornal Online

 

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação sem autorização.

 

© 2017 O Jornal Online. Todos os direitos reservados.