Menu

Home Geral Empreendedorismo

Produtor de cachaça artesanal se moderniza com apoio do Bandes

Por Redação | 05.05.2018

 

 

As cachaças de alambique conquistam consumidores das classes A e B. Elas são produzidas artesanalmente em propriedades rurais e alguns produtores, com a conquista da certificação, alcançam o mercado exterior.

 

O alambique da Cachaça 6Annas, às margens do Rio Piraqueaçu, no distrito de Santa Cruz, em Aracruz, é um bom exemplo que vem conquistando o paladar dos apreciadores da bebida, além dos mercados capixaba e nacional. A produção é fruto do trabalho de Solange Netto Andrade, mestre alambiqueira, e de seu filho Virgílio.

 

O alambique que deu origem à Cachaça 6Annas era todo familiar, construído em 2008 por Otto, irmão mais novo de Solange, para ser um hobby. O nome 6 Annas é uma homenagem a mulheres importantes na vida de Otto e que, por coincidência, têm Ana no final de seus nomes: sua esposa Adriana, e as cinco filhas Maiana, Poliana, Juliana, Rayana e Maryana.

 

Para transformar o hobby em um bom negócio, os empreendedores buscaram o Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes). Com recursos do Programa de Fomento à Produção de Cachaça de Qualidade do Espírito Santo, eles investiram na modernização da produção, com compra de maquinário e adequação da infraestrutura para atender às exigências crescentes de qualidade e de segurança alimentar dos consumidores do mercado.

 

“Estamos na fase de experimentação da cachaça que produzimos com o mercado consumidor. Para isso, temos participado de feiras que servem para divulgar o produto e receber o feedback de quem consome. Estamos animados com a receptividade”, destaca Virgílio.

 

A Cachaça Artesanal 6Annas é produzida em alambique de Cobre. O resultado é uma bebida na qual o aroma e o sabor são realçados. Outro destaque na produção é no processo de envelhecimento do produto. “A cachaça é envelhecida em barris de madeira de castanha-do-pará. A nossa cachaça tem uma cor âmbar suave, agrada especialistas e os consumidores em geral”, enaltece o produtor. Ele destaca ainda que, apesar de recente, a produção já ganhou uma importante premiação. A Cachaça Prata 6Annas recebeu a medalha de Prata no Mundial de Bruxelas - Edição Brasil 2018, principal prêmio de destilado nacional.

 

O programa de fomento do Bandes que apoiou a modernização do alambique 6Annas tem como objetivo modernizar o parque produtivo de cachaça de alambique no Estado para que a produção possa atender às exigências crescentes de qualidade por parte dos consumidores do mercado nacional e externo. O produtor que já investe ou deseja investir em uma fábrica de cachaça pode apostar também na diversificação e na modernização do negócio como uma maneira de aumentar o faturamento. Além da produção, os alambiques (especialmente os instalados na zona rural) possuem potencial para o agroturismo para receber consumidores interessados em conhecer o processo de fabricação e degustar direto na fonte.

 

Simulação

Caso esteja interessado, o produtor pode fazer uma simulação no site ou no aplicativo para smartphones. Basta responder algumas perguntas para saber que tipo de crédito é o ideal. “Esta ferramenta é muito útil porque permite calcular o valor que você pode obter em cada instituição financeira, além dos prazos de pagamento e taxas de juros que deverá pagar em cada caso”, destaca o diretor de Crédito.

 

O atendimento pode ser feito presencialmente na sede do banco. Pelo site, o interessado pode acessar os endereços dos parceiros consultores em todos os municípios capixabas.

 

Informações sobre consultores e linhas de financiamento:

Bandes Atende: 0800 283 4202

Av. Princesa Isabel, 54, Centro, Vitória

App disponível para Android e IOS

www.facebook.com/bandesonline

www.bandes.com.br

 

 

 

Comentários Facebook


Confira nossa última Edição
e fique informado!

 

Edição 269

Abril / 2018

  Todas as Edições

Leia na Edição Impressa


Atendimento

  (28) 99916-0361

  ojornal@ojornalonline.com.br

 

Rua Helena Valadão, 59
Cidade Nova
Marataizes - ES
CEP: 29.300-000

O Jornal Online

 

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação sem autorização.

 

© 2017 O Jornal Online. Todos os direitos reservados.